Home / César Magalhães / Suposta socialite que xingou filha de Bruno Gagliasso é na verdade Garota de Programa, confira

Suposta socialite que xingou filha de Bruno Gagliasso é na verdade Garota de Programa, confira

 

A mulher que se intitula ‘socialite’ aproveitou a polêmica para atacar Anitta e Thaila Ayala ameaçando divulgar um vídeo das artistas usando drogas.

De acordo com o colunista Leo Dias, no programa “Fofocalizando” desta segunda (27), a mulher é na verdade Daiane Alcântara Couto de Andrade e trabalhava no Rio de Janeiro como garota de programa.

Segundo o colunista, Daiane não é de família rica, não é socialite e foi morar fora trabalhando como prostituta. Ela diz ter cidadania americana, mas de acordo com Leo Dias, tudo indica que ela esteja ilegalmente no Canadá.

Daiane não tem contato com a mãe e a irmã, e desde que morava no Brasil já demonstrava característica sociopata.

Em um print que circula pelas redes sociais, é possível ler uma postagem de alguém que diz conhecer Dayane e sua família. Segundo o texto, ela morou em Rio das Ostras (RJ) e teria completado seus estudos no Centro Educacional Barbosa Figueiredo por meio do programa de Educação Jovens e Adultos (EJA). Em outro print, uma mulher apontada como Day McCarthy, então com 22 anos, aparece em uma ficha criminal nos Estados Unidos, presa por prostituição.

Dayane Alcântara Couto de Andrade, de 28 anos, se apresenta nas redes sociais como “Day McCarthy”, uma “socialite e escritora de sucesso”. Em seu site pessoal, Dayane afirma que, com suas palavras, pretende levar “alegria, esperança e reflexões às pessoas ao redor do mundo”. Ela também afirma ser bacharel em Belas Artes, pela New York Film Academy e em Administração de Empresas, pela Universidade George Washington. Diz ainda ter frequentado, sem especificar qual curso, a Universidade de Harvard. Conta que possui quatro livros publicados, mas não divulga os nomes.

A postagem que coloca em xeque a reputação de McCarthy, no entanto, a chama de “mentirosa compulsiva”. Uma conta de Instagram também parece ter sido criada para expor o passado da blogueira, mas já foi retirada do ar (acima).

Noticia do oglobo.globo.com

RIO — A Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos identificou Dayane Alcântara Couto de Andrade, de 28 anos, nascida em Vitória, no Espírito Santo, como sendo a autora dos vídeos de injúria racial contra a filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Na internet ela se apresenta como “Day McCarthy”.

Com mais de 700 mil seguidores no instagram, a autora das ofensas racistas contra Titi, de 4 anos, se apresenta nas redes como “socialite e escritora de sucesso”. Em seu blog pessoal, afirma que com suas palavras pretende levar “alegria, esperança e reflexões às pessoas ao redor do mundo”. No entanto, sua fama nas internet tem crescido com uma série de vídeos ofensivos.

Somente na manhã desta segunda-feira, após a repercussão da injúria racial cometida por Day, sua conta no Instagram ganhou 50 mil seguidores. No entanto, a página que era aberta passou a ser fechada. Em suas publicações, Day costuma postar fotos de festas, viagens, e famosos como Kim Kardashian e Chantel Jeffries.

Além de já ter chamado Anitta de “usuária de drogas”, Day causou revolta na internet ao atacar outra criança: Rafaella, filha de Roberto Justus e Ticiane Pinheiro. Na ocasião, a socialite chamou a menina de “brinquedo assassino”, em referência ao filme de mesmo nome que tinha como protagonista o macabro boneco Chucky. Após a má repercussão, a postagem foi retirada do ar.

Em sua página Day afirma que possui quatro livros publicados, e que o que mais almeja na vida é servir de “inspiração”. Procurada, Day McCarthy não retornou as solicitações da reportagem.

INQUÉRITO ABERTO

A polícia abriu um inquérito para investigar o caso. De acordo com a delegada Daniela Terra, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), a blogueira será intimada para prestar depoimento. Ela deve responder por injúria racial e difamação.

Ainda de acordo com a delegada, a socialite que atualmente mora no Canadá, será convocada através de uma carta rogatória, instrumento jurídico de cooperação entre dois países.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*