Home / Grandes Seleções / Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo (Grupo E)

Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo (Grupo E)

9

              A volta da Polônia! Com Kuba na liderança, os polacos voltam a ter força no futebol mundial.

Fonte: Getty Images

Um dos grupos mais óbvios das eliminatórias é marcado por uma forte geração da Polônia, uma Dinamarca em renascimento e uma Romênia em declínio. Três seleções com história no futebol (veja no vídeo). A Polônia conta com um dos melhores volantes do mundo, Kyrchowiak, contratado a peso de ouro pelo PSG, assim como uma grande promessa: o atacante Milik, que acaba de se transferir do Ajax para o Napoli, onde terá a incumbência de substituir Higuain. Uma defesa firme, um meia sensacional (Kuba) e um dos grandes atacantes do mundo: Robert Lewandowski. Não há dúvidas! A bela campanha na Eurocopa já é indício de que a Polônia, finalmente, voltou a ter uma grande geração no futebol. Que ótimo! Afinal os polacos têm tradição e merecem ficar entre os grandes. A Romênia nunca foi grande, mas já teve boas gerações, como nos anos 30, anos 70 e até mesmo a geração de 2008 que contava com Chivu e o polêmico Mutu. A seleção romena, atualmente, não tem ninguém de destaque, a geração é fraca, foi um fiasco na Eurocopa, mas é uma equipe que sabe se plantar na defesa e aí mora o perigo. A Romênia não é forte pela geração (que é bem fraca), mas pelo conjunto que consegue segurar os adversários mais fortes. Quanto a Dinamarca, não há tanto o que dizer. Precisamos observar! Com técnico novo, a velha “Dinamáquina”, campeã da Eurocopa em 1992 e da Copa das Confederações em 1995, tenta reencontrar um caminho de vitórias. O período de Morten Olssen como técnico (entre 2000 e 2015) não foi nada interessante, apenas com algumas discretas aparições em uma ou outra Copa ou Euro. Agora é virar a página! A geração é boa! Christian Eriksen, meia do Tottenham, é um dos mais talentosos jogadores da Premier League. Alguns veteranos ainda estão em forma e a garotada que fez sucesso na Euro sub-21 em 2015 (que levou a Dinamarca para o Rio 2016) se junta aos profissionais. Vamos ver! Viaje nessa história! Tem um starman no comando de ataque da Polônia!!!! Você vai entender ao ver o documentário!

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*