Home / Mundo / Comportamentos em Redes Sociais dificultam contratos

Comportamentos em Redes Sociais dificultam contratos

Por: Consulting Social Media da Agência Spotlight Comunicação Filipe Brandão

Empresas e marcas prestam cada vez mais atenção a bons e maus comportamentos virtuais dos famosos e candidatos a vagas tão sonhadas. Recentemente o cantor Biel perdeu o contrato com a gravadora Warner Music. A empresa que gerencia talentos como Anitta e Ludmilla rompeu o contrato com o cantor de 21 anos, segundo uma fonte do EXTRA. A decisão foi tomada após as muitas polêmicas envolvendo o nome do artista, e o que tiveram mais peso foram os tweets que ele fez em 2011 e 2012 que foram recuperados por internautas.

foto2

 

 O jogador Getterson também ficou frustadro com um cancelamento após uma publicação. O atacante perdeu o contrato com o São Paulo após usar “bambi”. Torcedores encontraram uma conta com declaração de amor ao rival Corinthians, além de uma provocação ao Tricolor, quando ele dizia assistir a um “joguinho dos bambis”. As mensagens foram postadas entre 2011 e 2013. Há três anos, Getterson não utiliza sua rede social. Mesmo assim, a pressão da torcida e de conselheiros levou o São Paulo a reunir seu departamento de futebol e interromper o negócio. O próprio jogador e seu agente, além do clube paranaense ao qual ele pertence, entenderam que não havia como permanecer.

foto1

Segundo o Consulting Social Media da Agência Spotlight Comunicação Filipe Brandão, não só os famosos são observados. Se alguém acessasse sua página no Facebook agora, o que encontraria? Independente de sua resposta, uma coisa é certa: há muito tempo as redes sociais deixaram de ser usadas apenas para a vida pessoal. Hoje elas são fundamentais no campo profissional e, inclusive, nas seleções de emprego.

A informação é do site de empregos Catho, que também identificou em pesquisa que 83,1% dos trabalhadores e candidatos reconheceram que seu comportamento nas redes sociais influencia direta ou indiretamente na hora de garantir uma vaga de emprego. Seja para checar informações ou até mesmo para saber a opinião do candidato sobre determinados assuntos, as redes completam o currículo de qualquer trabalhador. Cerca de 90% dos recrutadores olham perfis de potenciais candidatos nas redes sociais.

A dica é que o trabalhador não publique nada que não gostaria que fosse visto. Entre comportamentos frequentes nas redes que podem afetar o trabalhador ou candidato, ele cita o internauta aparecer em fotos bêbado ou fazendo algum gesto ofensivo, postagem de fotos na praia ou em outro local estando de atestado médico, comentários falando mal da empresa ou de colegas e chefes, publicação de informações confidenciais da empresa que trabalha ou já trabalhou e, ainda, demonstração de comportamentos e atitudes preconceituosos. Pense antes de publicar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*