Home / Entrevista / Cantor Matheus ( The Voice Brasil ) concede entrevista para Styllus

Cantor Matheus ( The Voice Brasil ) concede entrevista para Styllus

1 – Você já fez parte de uma dupla e já tem bastante experiência artística e na estrada. Qual a maior diferença entre trabalhar com uma dupla e em carreira solo? 

Durante 8 anos fiz parte de um projeto em dupla, eu era muito jovem quando tudo começou mas mesmo assim eu aprendi muito. Quando se tá em dupla você aprende muito a ouvir, com a pessoa, rola uma troca bacana, essa é a vantagem de trabalhar em equipe, você tem a oportunidade de ampliar mais ainda o seu conhecimento e aprender muito com a outra pessoa e comigo isso aconteceu, aprendi muita coisa que levo até hoje na minha bagagem, pra minha carreira, já o trabalho individual é mais livre, mais solitário, mas ao mesmo tempo é um trabalho que você pode botar a voz do seu coração pra fora, eu poderia dizer ate que depois do meu trabalho virou carreira solo eu consegui motrar pras pessoas um pouco mais quem é o Matteus, pro publico geral e também pra minha equipe, mas sou grato por toda a minha história, o passado me fez ser o cantor, o artista, o Matteus de hoje.

2- Quais são suas maiores inspirações para compor?  

Nesse novo trabalho a maioria das composições são minhas e é um trabalho auto biográfico porque tudo que eu escrevo sao historias que passei, vivi, são meus sentimentos ali naquelas letras, é tiro certo, as pessoas se identificam muito mais quando a gente fala o que ja vivemos, com mais propriedade. O que mais me inspira mesmo são historias que acontecem comigo, que vou passando aquela energia pra musica.

3- Quais artistas mais te inspiram? 

Eu sou um cantor que gosta de colocar a mão na massa mesmo, mas que ao mesmo tempo gosta de aprender com os profissionais que estão comigo, então os artistas que mais me inspiram são os artistas completos, aqueles artistas que tem tudo, alem de cantar bem, aqueles que fazem tudo muito bem, e para mim, no Brasil o que temos de mais completo são Chitãozinho e Xororo, Ivete Sangalo, eles tem a emoção de fazer a musica e a sabedoria de conduzir uma carreira, acho incrível.

4- O The Voice BR é um programa assistido por pessoas de todos os cantos do Brasil e de todas as idades. Após sua passagem pelo programa, você sentiu alguma diferença no seu público? Ele está mais diverso? E o carinho dos fãs? 

Antes eu tinha um publico jovem e adulto, era mais restrito, apos a minha passagem pelo The voice Brasil o publico deu uma expandida, alem dos jovens, adultos, vieram crianças e pessoas de mais idade, eu vejo esse ponto como um dos maiores presentes do The voice para a minha carreira, ate pro Matteus pessoal mesmo, ter o contato com diversas pessoas e esse carinho dos fãs de todas as idades é o que todo artista quer.

5- Sua vida mudou depois da sua entrada para o meio artístico? E em que sentido?

Desde criança eu sempre fui muito ligado a arte, nas festas de família eu sempre tava inventando de dar um show com meus primos, eu sempre dava um jeito de fazer coisas ligadas a arte, então o meio artístico me escolheu, nunca tive essa escolha, foi muito natural, começaram com brincadeiras de criança e com 12 anos eu já estava subindo num palco para cantar profissionalmente mesmo. Então a minha vida com o meio artístico sempre existiu, desde muito pequeno, claro que com o tempo a gente vai aprendendo a lidar com esse lance da imagem, temos que cuidar da parte da imagem do artista, mas eu acho que foi uma coisa que sempre existiu na minha vida. Mas se eu pudesse dizer em que sentido a minha vida mudou, eu diria que ela mudou completamente para melhor. Eu era uma criança mais fechada e com a minha entrada no meio artístico tudo isso mudou, passei a ser uma criança muito mais aberta e feliz.

6- Tem plano ou projetos para sua carreira artística?

Eu to lançando um novo projeto um EP e um single agora com participação de um ídolo, que inclusive foi uma surpresa pra mim e ao mesmo tempo a realização de um sonho que é dividir uma musica com o Michel Teló que foi meu técnico no programa, além disso vou lançar um DVD. Estão vindo varias novidades e várias coisas boas pela frente, tudo feito com muito carinho.

7- Pretende arriscar gravar alguma musica de algum outro ritmo? 

Eu amo muito a musica em geral e com certeza como fez parte da minha história cantar outros estilos como o MPB que já cantei nas praças e metros de SP, então com certeza está nos meus planos fazer outro estilo, migrando sertanejo com o POP, migrando sertanejo com ritmos latinos, inclusive nesse meu novo trabalho tem uma musica A culpa é do amor que é uma versão escrita por mim e essa musica a gente mistura um ritmo angolano chamado Kizumba com sertanejo e deu um estilo muito legal e isso é o Matteus, essa mistura bacana de tudo que agita. Com certeza dentro dos meus planos, dos meus proximos projetos vou fazer mais misturas como essa, a galera super aprovou.

8- Quem são seus idolos?

Eu sou muito fã daquele artista completo, que compõe, cria, então além disso também gosto do artista humilde e que tem estrada, e valoriza tudo que conquistou, para mim os dois artistas que representam bem isso são a Ivete Sangalo e Michel Teló.

dsc_1336

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*