Home / César Magalhães / Campari lança novo formato do seu calendário com curta estrelado por Clive Owen

Campari lança novo formato do seu calendário com curta estrelado por Clive Owen

REVELADAS AS HISTÓRIAS POR TRÁS DO CAMPARI RED DIARIES 2017 E O CURTA-METRAGEM KILLER IN RED

Clive Owen e Paolo Sorrentino lideram (r)evolução ao filmar para o Calendário Campari 2017

A Campari acaba de revelar a campanha inteira e as muitas histórias que compõem o Campari Red Diaries; uma (r)evolução holística no mais novo Calendário Campari em Roma, Itália –  simbólico do centro do cinema Italiano.

Representando uma mudança significativa na comunicação da marca, o Campari Red Diaries é uma campanha de múltiplas camadas que elucida a poderosa ideia de que “cada coquetel conta uma história”, contempla os coquetéis como um poderoso veículo de expressão e traz à luz as influências que inspiram os bartenders a compartilhar seu ofício. Killer in Red, a peça chave do projeto, é um curta-metragem brilhantemente executado, escrito e dirigido pelo internacionalmente renomado e premiado italiano, Paolo Sorrentino e estrelado pelo ator de Hollywood, Clive Owen.

Veja a versão com legenda em português:

Em um sofisticado bar e com uma visão noir típica de Sorrentino, o ganhador do Globo de Ouro, Clive Owen se transforma de um homem comum em Floyd, um notório bartender do início dos anos de 1980, e como o personagem de Owen imagina a história por trás da criação do coquetel do mesmo nome, The Killer in Red. O filme se move entre dois períodos de tempo, retratando brilhantemente o espírito efervescente de uma época, usando um elenco de mais de 170 pessoas e por meio de figurinos originais daquela época.

Segundo a lenda, Floyd tem o talento de perceber seus clientes e preparar o coquetel perfeito de acordo com a personalidade de cada um – enquanto a história mostra este dito talento ele é logo apresentado à “Dama de Vermelho” interpretada pela atriz franco suíça, Caroline Tillette. Contudo, no desenrolar da história o público começa a suspeitar que a “Dama de Vermelho” é muito mais complexa do que Floyd jamais poderia ter imaginado. Como acontece em muitos dos filmes de Sorrentino, o final deixa o público com a fascinante tarefa de tirar suas próprias conclusões, enquanto reforça o espírito Campari onde cada coquetel conta uma história e onde o narrador é o bartender.

Clive Owen, Estrela e Protagonista de Killer in Red, comenta: “Campari Red Diaries foi um projeto muito fácil dizer sim – Eu adorei o fato de ser um curta-metragem com uma história, ao contrário de um comercial, e de eu ser dirigido por Paolo Sorrentino. Isso também foi um grande atrativo. Eu considero Sorrentino um dos melhores diretores do momento – um visionário com muita imaginação”.
Paolo Sorrentino, Diretor e Roteirista de Killer in Red, complementa: “Eu estou orgulhoso de ter feito parte deste projeto de Campari por dois motivos – principalmente por causa de todos os outros artistas incríveis que já tiveram o privilégio de trabalhar com a marca no passado – meu nome agora é mencionado juntamente com Depero, Fellini e outros, mesmo que provavelmente não devesse. Eu também estou orgulhoso, porque esse projeto Campari tem a intenção de ser incomum – eu gosto de me envolver em projetos pioneiros”.

Killer in Red é o começo de uma campanha magistral, mas o fundamento da jornada Campari Red Diaries é trazer a arte dos bartenders de uma maneira autêntica. 12 histórias de coquetéis criadas por alguns dos principais bartenders de todas as partes do mundo, cada qual traduzida em vídeo pelo jovem e emergente diretor italiano Ivan Olita. Os espectadores são guiados através da mágica por trás da criação de cada drinque Campari, colocando a cultura da mixologia e suas muitas facetas no centro do palco. Cada uma das histórias captura a personalidade do bartender e sua narrativa de uma maneira intimista, envolvendo o público da mesma maneira que alguém é envolvido quando escolhe um coquetel.

O ítalo-brasileiro Fabio La Pietra, à frente do recém-inaugurado Peppino, em São Paulo, apresenta no mês de agosto a receita de “A Hora Incomparável”. Já a bartender Thalita Alves, é uma brasileira que representa a Austrália com o coquetel Anita, uma homenagem à Anita Garibaldi, que leva cachaça Sagatiba Envelhecida.

Janeiro – Anita

Fevereiro – Quintessenza


Março – Around the World with a Negroni


Abril – Lucky Roman Americano


Maio – Alpha


Junho – Kula Negroni


Julho –  Etè Anisè


Agosto- A hora Incomparável


Setembro – The spirit of rock


Outubro – Beyond the veil

https://www.youtube.com/watch?v=E3YxzENl_Ps&feature=youtu.be

 


Novembro – Commedia All’italiana

Dezembro- Chepari

Com o intuito de manter a tradição do calendário Campari de tempos passados, bem como assegurar que Campari Red Diaries seja uma verdadeira (r)evolução, os protagonistas e os bartenders de Killer in Red por trás de cada uma das 12 histórias de coquetel serão imortalizados com a criação do Campari Red Diaries Calendar Book, fotografado pelo aclamado fotógrafo argentino, Ale Burset, que captura e encapsula a verdadeira essência por trás das histórias e seus narradores. Assim como nos anos anteriores, somente 9.999 cópias foram impressas e não serão colocadas à venda, e sim, distribuídas internacionalmente aos amigos da Campari ao redor do mundo como um livro de memórias.

Bob Kunze-Concewitz, CEO do Gruppo Campari comenta, “Estou feliz de lançar esta campanha verdadeiramente única deste ano em Roma, nos permitindo mais uma vez surpreender e deliciar os fãs de Campari de todo o mundo ao levar a marca a um território inexplorado. Usar o filme como um veículo para a campanha nos permitiu retratar a arte multifacetada do coquetel ao mesmo tempo em que nos desafia continuamente a manter nosso status de ícone de uma marca global, renomada e contemporânea”.

Kunze-Concewitz continua: “A campanha deste ano adota um novo meio sem romper os laços com nossos Calendários Campari do passado, o que é exatamente nossa abordagem com a marca – inovar sem jamais esquecer nossa herança. Estou extremamente orgulhoso com o resultado, o qual atribuo ao time de profissionais com os quais tivemos a sorte de trabalhar, Paolo Sorrentino, Clive Owen, Ale Burset e Ivan Olita e todos aqueles que deixaram sua marca especial não só na campanha mas na história da Campari”.

J. Walter Thompson Milan criou o conceito Campari Red Diaries, incluindo a história original de Killer in Red, a partir do qual o roteiro foi escrito por Paolo Sorrentino. Campari Red Diaries, incluindo Killer in Red, foi produzido pela Filmmaster Productions.

#Campari #RedDiaries

www.campari.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*